Desmistificando a nuvem

Outubro 17, 2014
Salt Lake City, UT

Desmistificando a nuvem

Acredite ou não, existe uma fobia real conhecida como 'nefofobia'. Fiquei chocado ao descobrir que isso é definido como medo de nuvens. Como qualquer outro medo, quanto mais tempo você gasta para enfrentá-lo e se educar sobre ele, menos assustador ele se torna. Esse é o caso de um tipo diferente de nuvem, a nuvem empresarial.

Tem havido um aumento dramático de organizações levando seus aplicativos de negócios para a nuvem, pois o medo e a dúvida sobre o que a nuvem pode fazer são desmistificados. É importante lembrar que todas as nuvens não são criadas iguais. Assim como os nefófobos podem temer nuvens de várias formas e tamanhos, os aplicativos em nuvem para sua empresa podem ser implementados de várias maneiras diferentes. Claro, também existem fornecedores de nuvem cuja segurança e disponibilidade diferem de outros, bem como desempenho e recursos que devem ser considerados. Em suma, os aplicativos em nuvem têm vários aplicativos e funções que definem a experiência do usuário final; o desafio é descobrir o que será mais benéfico para o seu negócio.

Identificamos sete características importantes que acreditamos serem verdadeiro requisitos de nuvem. Para avaliar com eficácia o que a computação em nuvem pode fazer pelo seu escritório e quão ágil será para seus processos do dia-a-dia, considere o seguinte:

  1. Elasticidade: O acesso imediato a vastos recursos de computação elimina a necessidade de ciclos complexos de aquisição e compra contínua de mais e mais hardware, melhorando assim o tempo de retorno para a organização.
  2. Redução de Custos: Aplicativos SaaS e a nuvem transformam despesas de capital em despesas variáveis e reduzem os custos operacionais (CAPEX vs. OPEX). O modelo de precificação baseado em utilitário da nuvem combinado com seu acesso sob demanda aos recursos elimina a necessidade de investimentos de capital em infraestrutura de TI.
  3. Redução de levantamento pesado de TI: A nuvem permite que a TI se concentre em entregar valor comercial diferenciador, em vez de desperdiçar recursos valiosos no trabalho pesado que torna a maior parte da infraestrutura de TI indiferenciada. O foco da TI muda para os requisitos dos usuários. O foco pode ser aplicado à inovação em como aplicar serviços baseados em nuvem dentro das necessidades da organização.
  4. Vantagem competitiva: A computação em nuvem nivela o campo de jogo para que as organizações permaneçam competitivamente viáveis e atendam melhor os clientes maiores que possuem infraestruturas de TI de classe mundial (ou na verdade usam a nuvem) - sem as pressões de compras contínuas de requisitos de capital iniciais. A computação em nuvem também dá às organizações menores a chance de jogar em um campo de jogo mais nivelado com as organizações maiores e ajuda essas grandes organizações a cortar custos e reduzir a tecnologia necessária para competir em um nível mais pessoal com os clientes e ter a agilidade típica da organizações menores.
  5. Continuidade de negócios:Pode não haver um benefício único em migrar para a nuvem mais importante do que a simples necessidade de garantir que os dados estejam protegidos e protegidos contra desastres. Ser vista como uma organização resiliente representa uma vantagem competitiva no trato com os clientes e deve aumentar o retorno esperado. Com a computação em nuvem, mesmo as pequenas organizações podem estabelecer um plano para garantir que possam continuar seus negócios em face de um desastre natural ou causado pelo homem.
  6. Mobilidade: A combinação da necessidade de uma organização de ter tecnologia móvel e disponível e a infraestrutura em nuvem para apoiá-la tem o potencial de transformar a maneira como as organizações trabalham, colaboram, inovam e operam em torno de seu produto de trabalho.
  7. Serviços adicionais: Os provedores de serviços em nuvem podem oferecer serviços que um departamento de TI não seria capaz de pagar, como medidas de segurança adicionais, redundância, aceleradores globais de Internet e largura de banda e equipe de suporte experiente. Dependendo do aplicativo real hospedado na nuvem ou entregue por meio de um modelo SaaS, isso determinará quais recursos e funcionalidades extras serão incluídos na solução.