Parte 3 de nossas 5 chaves para implantar tecnologia com sucesso

Junho 19, 2014
Salt Lake City, UT

Parte 3 de nossas 5 chaves para implantar tecnologia com sucesso

Etapa 3: Teste

Continuando em nossa série de cinco partes sobre como implantar tecnologia de maneira eficaz em sua empresa, estamos na etapa 3: Teste. Se você perdeu as postagens anteriores, pode começar do início bem aqui.

À medida que a equipe do projeto segue, se comunica e executa o plano, é fundamental que os testes contínuos ocorram para garantir que os principais componentes da configuração geral estejam interagindo conforme o esperado. Isso é especialmente verdadeiro com as configurações individuais das estações de trabalho e a potencial variabilidade em diferentes ambientes dentro da empresa e aplicativos usados fora do escritório. O objetivo do teste é evitar surpresas e evitar pontos de atrito à medida que o projeto começa a decolar.

Teste de Configuração - Com muitas implantações de tecnologia de grandes empresas, algumas das decisões de configuração e configurações serão feitas ou executadas por uma empresa de consultoria terceirizada ou possivelmente com o envolvimento do fornecedor. É importante que a equipe do projeto teste a lógica e a funcionalidade por trás de cada decisão de se desviar do modo padrão como a tecnologia deve funcionar. Você pode descobrir que as decisões de configuração parecem boas em teoria, mas na realidade não se alinham corretamente com o processo de negócios.

Ele joga bem com os outros? - A maior parte da tecnologia não vive em um silo, o que significa que a equipe precisa testar como a nova tecnologia interage com outros aplicativos na empresa, departamentos e até mesmo indivíduos. Assim como acontece com muitos aplicativos de missão crítica, há peças de software e componentes de integração que são vitais para os negócios e essenciais para que continuem trabalhando juntos conforme o esperado.

Prova de Conceito (POC) - Mencionamos na última postagem a importância de criar um grupo de usuários avançados para auxiliar na implantação e no ciclo de feedback de comunicação. Além de disseminar informações por toda a empresa, o grupo de usuários avançados desempenhará uma função central de pilotar a nova tecnologia bem antes da implantação em escala total em toda a empresa. O objetivo do POC é bastante autoexplicativo - provar que a tecnologia funciona conforme anunciado, especialmente no que se refere ao ambiente geral da empresa e ao cenário tecnológico.

O Feedback Loop - Por meio do processo de teste, a Etapa 2: Comunicação torna-se o meio de obter informações de volta para a equipe do projeto para possível recalibração, ajustes e refinamentos no plano do projeto. Esse ciclo de feedback constante deve ser por meio de reuniões estruturadas definidas especificamente para falar sobre o teste, POC e outras informações em toda a equipe e grupo de usuários avançados. Essas reuniões de feedback podem ser diárias ou semanais, dependendo do plano do projeto e da tecnologia, mas independentemente da frequência, não deixe que essas sessões para compartilhar o que a equipe está aprendendo escapem pelas frestas.

Em resumo, quando a empresa decide avançar com uma nova tecnologia, os processos de tomada de decisão podem ser concluídos, mas o teste de viabilidade está apenas começando. Testar as integrações de terceiros e configurações exclusivas de estação de trabalho, lançar um POC, bem como colocar um loop de feedback no lugar, faz parte da parte de teste para evitar surpresas e bloqueios de estradas quando a borracha realmente encontra a estrada com implantação em toda a empresa.

A próxima postagem desta série será a Etapa 4: Abordagem de implantação e disponibilidade de recursos